Empresas Criativas: Você já ouviu falar delas?

empresas criativas

Também conhecidas como Indústrias Criativas, as Empresas Criativas são aquelas que valorizam todas as atividades que têm sua origem na criatividade. Tais atividades incluem habilidades e talentos individuais que, quando somados em equipe, aumentam a produtividade no ambiente de trabalho.

empresas criativas

Livro: Criatividade S.A., Ed Catmull

Muitos acham que a criatividade está ligada somente ao produto final, como em peças gráficas, campanhas, vídeos e etc. Mas é aí que se enganam!

Uma Empresa Criativa não se contenta em ser criativa apenas para a satisfação do cliente, mas também (e principalmente), para manter um bom funcionamento interno. Ou seja, ela preza pelo bem estar do profissional, proporcionando a ele a estrutura necessária para que se envolva nos projetos desde o processo inicial até a sua finalização. Existem várias formas de praticar essa dinâmica, aí vão alguns exemplos:

Horizontalidade: é quando as fronteiras entre os setores são derrubadas, proporcionando a integração da empresa como um todo. Sabe aquela hierarquia entre os departamentos? Esqueça! Agora as equipes tendem a ser complementares, agregando valores entre si através da troca de ideias.

Valorização dos erros: a solução de um erro ou problema pode estar na forma como você lida com ele. Não adianta se preocupar em apenas corrigir a falha. É importante entender o motivo pelo qual ela aconteceu, evitando assim que se repitam. “Novos erros, novas soluções”.

Diálogo: quem disse que trabalhar não é se relacionar? Nem só de “bom dia” vive uma equipe. Descubra interesses em comum com quem você trabalha, seja chefe ou funcionário. Conheça quem divide o mesmo espaço que você, afinal, as melhores ideias surgem de conversas inusitadas.

Não se prender totalmente às metas: é claro que são importantes. Elas ajudam a manter o foco e a organização das ideias. Mas nada impede de que no meio do caminho possa surgir uma oportunidade inesperada. Existem várias formas de se chegar a um mesmo resultado, explore-as!

Pratique o bem estar: ninguém aqui quer virar um robô, certo? Não é à toa que empresas criativas, como Google e Pixar por exemplo, possuem áreas de descontração com sinucas, vídeogames e até redes para descanso. Ninguém quer que a pressão da criatividade se torne um desgaste. O ócio criativo não tem esse nome em vão.

Valorizar o profissional é uma atitude de extrema importância. Os funcionários se tornam mais produtivos, a rotina mais prazerosa, e com isso a empresa só tem a ganhar. Seja uma Empresa Criativa você também, ainda dá tempo!

1 comentário
Escreva um comentário