Tik Tok – O que estamos aprendendo?

Tik Tok

O Tik Tok é uma febre. Porém, é bem obvio começar esse texto falando isso. Qualquer pessoa que tenha contato com um adolescente ou com o twitter, sabe o tamanho e o impacto deste app.

Recentemente comprado pela empresa ByteDance, Tik Tok é um app onde o usuário pode criar vídeos e compartilhar para uma rede gigante de pessoas.  É muito simples postar um vídeo, da mesma forma que é mais fácil ainda assistir a esses vídeos.

Tik Tok Mudou a Forma de Consumir Vídeo

No Tik Tok é muito fácil consumir conteúdo. Assim que um vídeo termina, outro começa, caso você não siga ninguém, uma lista de influencers da plataforma são mostrados e o melhor: sempre contando com milhões de visualizações.

Além das facilidades de se consumir conteúdo, os recursos para criadores são interessantes. É possível adicionar músicas, efeitos, fazer challenges, editar vídeos, criar histórias e o que mais surpreende é que você consegue compartilhar os conteúdos na íntegra em outras redes sociais. Assim como, ao exportar um vídeo no Tik Tok, um logo animado é adicionado ao conteúdo. Dessa forma, é fácil reconhecer a sua origem.

Antes era Musically, sofreu várias acusações de racismo, gordofobia, elitismo e homofobia. Nessa época, o app foi acusado de esconder pessoas diferentes e fortalecer padrões de beleza e comportamento. Em sua defesa, o Musically afirmava que fazia isso para evitar discursos de ódio e ataques na rede. Porém, os únicos prejudicados nessa história eram os usuários que nada tinham a ver com o problema.

A Polêmica (Atual) com o Tik Tok

Nas últimas semanas, os EUA começaram a se posicionar sobre a possibilidade de banimento do aplicativo. O motivo? A guerra comercial. Na China, apps como Google, Facebook, Twitter e WhatsApp são proibidos. Por conta disso, uma das motivações foi uma forma de resposta a essa postura do governo chinês em bloquear serviços americanos.

Ademais, há quem diga que tudo não passa de uma estratégia de compra de serviços chineses por parte do mercado americano. Porém, a melhor explicação tem sim a ver com a guerra comercial protagonizada pela China e os Estados Unidos. Enfim, a Microsoft  já afirmou que tem interesse na compra do Tik Tok nos Estados Unidos e já confirmou estar negociando a aquisição.

Privacidade, o que temos a ver?

Outro ponto que vem chamando atenção, é a relação do app com a privacidade. Afinal, com o lançamento do beta do IOS 14, foi possibilitado que você seja avisado, toda vez que um app lê e copia os dados que você tem na sua área de transferência.

Desse modo, os Beta Testers que vêm experimentando o sistema, afirmam que é assustador a forma que o Tik Tok monitora e copia os dados dos usuários. E isso fica ainda pior quando se abre uma rede social rival do Tik Tok, como o Instagram. Nesse caso, o app coleta dados a cada 5 minutos, e parece muito interessado no que é feito.

Porém, essa atitude também foi observada em vários outros apps e o Tik Tok chegou a anunciar que não faria mais a ação.

Quer saber mais sobre o Tik Tok e suas polêmicas? No Podcast dessa semana da Verticis nós falamos sobre isso! Confira agora no seu agregador favorito! 

 

Escreva um comentário

WhatsApp Fale aqui no nosso WhatsApp